Notícias

Programa 3S concede prêmio para soja certificada comercializada na safra 2018/2019

Pela primeira vez, propriedades atendidas pelo Programa 3S receberam uma premiação pela comercialização de soja certificada, referente à safra 2018/2019. O pagamento do prêmio é para os produtores certificados que cumprem os requisitos do programa: desmatamento zero após 2008, bem-estar do trabalhador rural, gestão de gases de efeito estufa (GEE) e melhoramento contínuo dos seus indicadores.

“Isso é o reflexo do esforço conjunto do produtor rural, Cargill e Instituto BioSistêmico (IBS) traduzido em prêmio por haver reconhecimento da produção de soja sustentável no Brasil. A premiação tem muita importância para garantir ao produtor que vale a pena seguir as orientações de sustentabilidade do protocolo 3S, além de dar visibilidade ao programa entre produtores rurais das regiões de atuação”, destaca Priscila T. Callegari, diretora de agricultura do IBS.

Conforme explica Débora Marchini, coordenadora do programa pelo IBS, estar certificado com o 3S significa estar alinhado também com os requisitos de sustentabilidade que são exigidos pelos mercados globais mais restritivos, como o Europeu. Ela reforça que nem todos os produtores certificados estão recebendo a premiação, pois o pagamento é destinado exclusivamente àqueles que entregaram soja certificada na Safra 2018/2019. “Como a demanda para a comercialização de soja certificada é crescente, a expectativa é que a premiação possa abranger ainda mais produtores, a cada nova safra”, afirma.

“Esse é o resultado de um plano que se iniciou em 2016, em que a Cargill tem trabalhado para abrir mercado e dar visibilidade ao programa. Como as negociações de certificados acontecem de maneira retroativa, a Cargill faz a aplicação dos volumes 3S nos navios que saíram durante os meses anteriores. Depois disso vem a parte dos pagamentos pelo certificado”, explica Eric Geglio, do time de Sustentabilidade da Cargill.

Uma vez que o volume vendido para exportação é fechado, 50% do lucro obtido com as vendas pela Cargill é destinado ao pagamento do prêmio aos produtores, de acordo com a categoria (ouro, prata e bronze) de cada propriedade no programa e volume certificado entregue.

Para identificar o volume potencial máximo que cada fazenda pode entregar como certificado, é considerado o tamanho da área produtiva declarado no CAR de cada propriedade, analisado por imagens de satélite, o que é multiplicado pela produtividade nacional oficial da CONAB.

“Com o volume máximo identificado para cada propriedade, vamos descontando mensalmente as entregas de produto proveniente daquela respectiva fazenda, até completar o limite máximo. Quantidades excedentes serão desconsideradas no cálculo do prêmio. A Cargill adotou essa metodologia para evitar receber soja proveniente de fora das áreas certificadas, o que é uma exigência do programa 3S”, relata Iara Paula Soares Pimenta, analista de sustentabilidade da Cargill.

Produtores satisfeitos

Para o produtor João Batista Morizzo, que tem propriedades nos municípios de Campo Novo do Parecis e Diamantino, no Mato Grosso, o Programa 3S tem dado um suporte importante na condução das melhorias que contribuíram para a certificação da soja produzida. Ele afirma que havia uma expectativa em relação à obtenção de um preço diferenciado na comercialização do grão certificado. “Isso é gratificante, pois, além do incentivo para fazer as melhorias, ainda tenho um prêmio por isso”, destaca.

Este slideshow necessita de JavaScript.

“Essa premiação nos orgulha muito, pois é o reconhecimento do esforço de um trabalho continuado que temos desenvolvido, com a implementação de uma série de melhorias orientadas pelas equipes do IBS no Programa 3S”, afirma o produtor Nilson Aparecido Forastieri, que tem propriedade atendida pelo 3S no município de Campo Novo do Parecis, no Mato Grosso.

Segundo o produtor Odil Pereira Campos Filho, atendido pelo programa no município de Rio Verde de Mato Grosso, no Mato Grosso do Sul, é gratificante oferecer um produto certificado ao mercado e ser premiado por isso. “A ideia que nos agrada é encaminhar a evolução produtiva na direção da sustentabilidade. Nós temos esse olhar cuidadoso para o meio ambiente e todas as boas práticas de sustentabilidade. E o Programa 3S caminha junto com a gente, incentivando e orientando melhorias para a produção sustentável de soja”, ressalta.

Sobre o programa

Um programa de melhoramento contínuo de sustentabilidade das fazendas produtoras de soja que permite o produtor melhorar seus indicadores sociais, ambientais e produtivos. Essa é a proposta do Programa 3S (Soluções para Suprimentos Sustentáveis) da Cargill que conta com execução do Instituto BioSistêmico.

, , , , , , ,

Voltar ao topo